Casa Tania Eustaquio

“Morar é ocupar um espaço com alma, desejos e bagagem. É aproveitar todos os momentos neste espaço inspirador e acolhedor “ Tania Eustaquio

 

Tania vive num dos recantos para charmosos de São Paulo, construído por seu avô, a poucos metros da famosa e badalada Rua Oscar Freire. Essa vila nasceu na década de 1950. Quando se formou – há 20 anos – alugou com a ajuda dos pais, uma das casinhas para morar e trabalhar. De lá para cá, Tania foi alugando de uma em uma as quatro casas que lá existiam, que hoje são apenas duas: uma virou escritório, e a outra sua moradia. Prática, ela trabalha só a 20 passos da onde mora. Morar ao lado do trabalho significa uma economia real de algumas horas por dia e muito mais qualidade de vida e tempo para sentar na sala de jantar e admirar seu jardim.

“O meu jardim é para mim o Jardim de Eden” Tania Eustaquio.

Repletos de arte: tanto a casa onde mora como o escritório são inspiradores e você reconhece em cada canto as mãos preciosas e delicadas de Tania. Ela sabe como ninguém juntar móveis e objetos  – com obras de arte.

Essa é a fachada da casa que a Tania mora com o filho Lorenzo. E olha aí o Border Collie Pastel esperando a Tania vir do escritório para casa. Repare nas pedras do calçamento: são pedras permeáveis com grama nas juntas, boa referência para as calçadas de São Paulo.

 

Uma vista das duas casas. Muito verde e muito cuidado na disposição dos vasos. O banco formado por duas pedras é lindo e inusitado.

Entrar por essa porta é uma experiência única. Móveis e objetos conversam com obras de arte: simples pedras viram obras de arte nas mãos de Tania.

Na sala que nos encanta: sobre a mesa de centro elíptica Eames obras de Carmela Gross, Eliana Prolik, Nazareth Pacheco , Carla Chaim e Nelson Leirner. À esquerda tela de Célia Euvaldo e na estante da esquerda para direita Frida Baranek, Deile Shirrule e no último nicho à direita, obra de Ernesto Neto. Em cima do sofá à direita – tela de Tomie Ohtake e foto de Romulo Fialdini.

O outro lado da sala é de matar de lindo! À esquerda cabeça escultura de Florian Raess, a obra pequena do lado esquerdo da foto de Romulo Fialdini é Arthur Lescher.

Escultura de Florian Raiss

O “put together” faz toda a diferença numa decoração. Esse canto da sala e para sentar e ficar admirar: tudo na proporção que agrada o olhar. Quadro Célia Euvaldo. Obra cilíndrica (cone) de Esther Grinspum e a grande meada no piso é do Armarinhos Teixeira.

Na estante a esquerda obra de Athos Bulcão e no primeiro plano, essa obra precisosa de Carmela Gross.

Em baixo, à esquerda, na entrada para o lavabo – uma cena de casamento – da arte popular brasileira – Fotos de Romulo Fialdini e a Obra “é possível, mas não agora” é uma obra de Regina Parra. Banco de madeira do Mestre Fernando Rodrigues da Ilha do Ferro – Alagoas.

A sala de jantar – cadeiras Eames e a vista para o “jardim do Eden” à esquerda sobre a cadeira de ferro – Obra de Marcelo Cipis

Um detalhe de deleite do jardim – A orquídea Vanda toda maravilhosa para nossa foto.

A sala de jantar de mesa Saarinem, cadeiras Eames e a a ghost de Philippe Starck.

Obras da sala de jantar: o bem branco à esquerda e Waltercio Caldas, o do meio é Renata Tassinari, o pequeno acima à direita e de Rodrigo Cass e abaixo é de Roberto Bethonico.

 

O lindo retrato de Tania Eustaquio e Pastel na sala de jantar, um dos lugares preferidos da arquiteta em sua casa. A Obra é de Renata Tassinari.

No quarto obras de Luiz Hermano, o recorte é de Luiz Paulo Baravelli. A Luminária é de Valentino Fialdini.

Cada lugar da casa é uma surpresa deliciosa – reparem nessa descida de escada adorável. A obra bem em cima de tudo é de Guto Lacaz, o recote amarelo é de Marcelo Nitsche , logo abaixo um Arthur Piza – A escultura no piso é de Dan Fialdini.

Num dos muitos lugares lindos do escritório da arquiteta, cadeira escultura do Mestre Fernando Rodrigues – da Ilha do Ferro Alagoas.

No escritório uma esplendorosa obra de Luiz Hermano.

Fotos Manu Oristanio

 

 

English

 

“To live is to occupy a space with soul, desires and luggage. It is to enjoy every moment in this inspiring and welcoming space ” Tania Eustaquio

Tania lives in one of the charming spots of São Paulo, built by her grandfather, a few meters from the famous and famous Rua Oscar Freire. This village was born in the 1950s. When she was formed – 20 years ago – she rented, with the help of parents, one of the little houses to live and work.

Since then, Tania has been renting one by one of the four houses that existed there. Today there are only two: one turned office, and the other his home. Practice works only 20 steps from where you live. Living next to work means a real saving of a few hours a day and much more quality of life and time to sit in the dining room and admire your garden.

“My garden is for me the Garden of Eden” Tania Eustaquio

Filled with art: both the house where you live and the office are inspiring and you recognize in every corner the precious and delicate hands of Tania. She knows how anyone put together furniture and objects – with works of art.

This is the facade of the house that Tania lives with her son Lorenzo. And look at the Border Collie Pastel waiting for Tania to come home from the office. Note the pavement stones: they are permeable stones with grass at the joints, a good reference for São Paulo sidewalks.

The two houses view. Very green and very careful in the arrangement of the pots. The bench formed by two stones is beautiful and unusual.

Entering through this door is a unique experience. Furniture and objects talk to works of art: simple stones saw works of art in Tania’s hands.

In the room we love: on the Eames elliptical coffee table works by Carmela Gross, Eliana Prolik, Nazareth Pacheco, Carla Chaim and Nelson Leirner. On the left screen of Celia Euvaldo and in the left-to-right bookshelf Frida Baranek, Deile Shirrule and in the last niche on the right, by Ernesto Neto. On the sofa on the right – Tomie Ohtake’s screen and photo by Romulo Fialdini. The other side of the room is cute to kill! To the left head sculpture of Florian Raess, the small work on the left side of the picture of Romulo Fialdini is Arthur Lescher.Sculpture by Florian Raiss.

The “put together” makes all the difference in a decoration. This corner of the room and to sit and admire: everything in the proportion that pleases the look. Table Celia Euvaldo. Esther Grinspum’s cylindrical work (cone) and the large skein on the floor is Armarinhos Teixeira.

On the left shelf work of Athos Bulcão and in the foreground, this precise work of Carmela Gross.Down the street- entrance to a toilet a wedding scene – Brazilian folk art – Pictures of Romulo Fialdini and the Work “is possible but not now” and a work by Regina Parra. Wooden bench of the Master Fernando Rodrigues of the Iron Island – Alagoas. The dining room – Eames chairs and the view to the “garden of Eden” left on the iron chair – Work by Marcelo Cipisa detail of garden delight – The orchid Vanda all wonderful for our photo.

The dining room table Saarinem, Eames chairs and the ghost of Philippe Starck. Works from the dining room: the white well on the left and Waltercio Caldas, the middle one is Renata Tassinari, the small one on the right and Rodrigo Cass and below is Roberto Bethonico.

The beautiful portrait of Tania Eustaquio and Pastel in the dining room, one of the architect’s favorite places in her home. The work is by Renata Tassinari.

In the fourth works of Luiz Hermano, the cut is by Luiz Paulo Baravelli.

The Lamp is by Valentino Fialdini. Every place in the house is a delightful surprise – notice that descent of lovely staircase. The work on top of everything is Guto Lacaz, the yellow title is Marcelo Nitsche, just below an Arthur Piza – The sculpture on the floor is by Dan Fialdini.In one of the many beautiful places of the architect’s office, sculpture chair of Mestre Fernando Rodrigues – of the Island of Ferro Alagoas.In the office a splendid work of Luiz Hermano.

Photos Manu Oristanio

 

 

 

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz