Esther Giobbi e Projeto Sertões

“Pinte a sua aldeia e ela será universal” – José Cordeiro.

O Projeto Sertões faz parte de uma série de expedições pelo Brasil que se iniciou em Alagoas, primeiro estado eleito com forte expoente artístico. Queremos difundir o artesanato e a arte popular na decoração, valorizando o jeito brasileiro do morar.
Eu faço parte desse projeto, junto com as fotógrafas Evelyn Muller e Manu Oristanio e acreditamos que o Brasil possui vários sertões, os interiores do pais.
Sonho com esse projeto há mais de 20 anos e bem antes de sairmos em expedição, comecei essa pesquisa pela” minha aldeia”  na cidade em que nasci Vargem Grande do Sul – SP e o uso da sacaria na decoração contemporânea, herança da minha bisavó italiana e aprendi à fazer esse pano com as tecelãs da vizinha Carmo do Rio Claro em MG. Considero Carmo do Rio Claro o meu primeiro “Sertão” e foi lá que conheci como se colhe, se fia e tece o algodão, com talentosas tecelãs.
A última sexta-feira 21/10/2016, foi um dia muito feliz. Em parceria com o Stúdio Esther Giobbi foi aberta uma exposição da Coleção Panos por Esther Giobbi desenvolvida em Carmo do Rio Claro – MG e peças dos artistas da Ilha do Ferro – povoado no Alto Sertões, na margem Alagoana do Rio São Francisco. Zizi Carderari.

Olhando de cima. Salão no Stúdio Esther Giobbi pronto para a abertura da exposição.
1 (2)

Roupa de cama por Esther Giobbi desenvolvida em Carmo do Rio Claro – MG. Cabeceira da Tora Brasil e peças dos artistas da Ilha do Ferro – AL.
1 (3)

O banquinho alto é de Salvinho e o colorido de André Fontes (Dedé). A escultura na parede também é de Dedé.
IMG_6585

A cadeira do Valmir Lima, Ilha do Ferro – AL conversa com a mesa de madeira da 6F.
1 (9)

Cerâmicas da Stella Ferraz e Guardanapos de linho com o bordado “Boa Noite.”
IMG_6586

Os painéis são de linho com o bordado “Boa Noite”. Banquinhos dos vários artistas e cadeira escultura de Petrônio – Ilha do Ferro.
1 (17)

Detalhes do bordado.
IMG_6587

No fundo, toalha de sacaria com abrolhos.
1 (1)

Obras de André Fontes (Dedé).
1 (37)

Na entrada do salão, obra de Clemilton, Ilha do Ferro – AL.
1 (36)

Detalhe da Árvore Escultura de Valmir Lima.
1 (26)

Destaque para a Árvore Escultura.
IMG_6588

Pássaro de José Vieira.
1 (35)

Banco do Boró e cabideiro do Aberaldo. Nas prateleiras, jogos americanos (Esther Giobbi) e cerâmicas Stella Ferraz.
1 (34)

Obra do Jailton e panos Stúdio Esther Giobbi. Na foto à direita, outra obra de Dedé.
IMG_6597

Uma mistura de bordados: gregas (tear manual) com “Boa Noite”.
1 (38)

Por que Esther Giobbi e Projeto Sertões são Casa dos Outros? Porque expõe arte popular brasileira e panos artesanais.

Créditos
Stúdio Esther Giobbi – www.esthergiobbi.com.br
Projeto Sertões – @projetosertões

English

Paint your village and it will be universal – José Cordeiro.

The Projeto Sertões is part of a series of expeditions for Brazil that begun in Alagoas, first state elected with strong artistic exponent. We want to disseminate the craft and folk art in the decoration, valorizing the brazilian way of living.
I am part of this project, along with the photographers Evelyn Muller and Manu Oristanio and we believe that Brazil has several hinterlands, the interiors of country.
Dream with this project for over 20 years and well before we leave in expedition, I began this search for “my village” in the city where I was born Vargem Grande do Sul – SP and the use of sacking in contemporary decoration, heritage of my italian great-grandmother and I learned to make this cloth with the weavers of  Nearby city Carmo do Rio Claro – MG. Consider Carmo do Rio Claro my first “Backwoods” and it was there that I learned as reap, spin and weaves cotton, with talented weavers.
Last Friday, 10/21/2016, it was a very happy day. In partnership with Stúdio Esther Giobbi opened an exhibition collection Cloths by Esther Giobbi developed in Carmo do Rio Claro – MG and parts of artists from Ilha do Ferro, high backwoods town in Alagoas margin of the River São Francisco. Zizi Carderari.

Pictures

– Looking from above. The hall in Stúdio Esther Giobbi it’s ready for the exhibition opening.

– The bed linen by Esther Giobbi developed in Carmo do Rio Claro – MG. Headboard from Tora Brazil and peaces of artists from Ilha do Ferro – AL.

– The high stool is from Salvinho and the colorful from André Fontes (Dedé). The sculpture on the wall is also from Dedé.

– The Valmir Lima’s chair from Ilha do Ferro – AL chat with wooden table from 6F.

– A ceramics from Stella Ferraz and linen napkins with embroidered “Boa Noite.”

– The panels are of linen with embroidery “Boa Noite.” Stools from various artists and chair sculpture from Petrônio – Ilha do Ferro.

– An embroidery details.

– In the back, sacking towel with thistles.

– The works from André Fontes (Dedé).

– At the entrance of the hall, work from Clemilton, Ilha do Ferro – AL.

– A Detail of tree sculpture from Valmir Lima.

– Featured of the Sculpture Tree.

– A Bird from José Vieira.

– The stool from Boró and hatstand from Aberaldo. On the shelves, placemats (Esther Giobbi) and ceramics from Stella Ferraz.

– Work of Jailton and cloths from Stúdio Esther Giobbi. In the right photo is another Dedé’s work.

– A mixture of embroidery: Gregas (handloom) with “Boa Noite.”

Why Esther Giobbi and Projeto Sertões are Casa dos Outros? Because exposes the brazilian folk art and handmade cloths.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz